Inspiração

Metáfora do bambu: inspiração para as famílias empresárias

No desenvolvimento dos trabalhos junto às famílias empresárias, buscamos a construção de raízes profundas e elos verdadeiramente duradouros que permitam crescimento sustentável no longo prazo. Utilizamos a metáfora do bambu como inspiração para as famílias que se dedicam, investem tempo e esforço em iniciativas que criam raízes sustentáveis.

Durante os primeiros cinco anos de vida o crescimento biológico de um bambu se dá onde não pode ser visto, apenas abaixo do solo. Um crescimento invisível e fundamental de suas raízes, em forma de uma malha subterrânea, que será a sustentação para seu futuro, sua continuidade. Após este período, começa a despontar sua parte visível, ramos constituídos por uma fibra de altíssima resistência e flexibilidade que, estruturados por uma seqüência de nós, tornam-se quase inquebráveis. Esta constituição possibilita ao bambu alcançar altura e resistir à força das chuvas e ventos, curvando-se muitas vezes até o chão sem se quebrar.
Assim como o crescimento do bambu, as mudanças de comportamento e cultura demandam investimento de tempo e energia. Como na metáfora do bambu, também para as famílais empresárias o cultivo das raízes e a constante nutrição do processo levarão ao desenvolvimento da fibra e da flexibilidade essenciais para a continuidade.

 

Assim como o crescimento do bambu, as mudanças de cultura consomem tempo e energia. O cultivo de raizes e a constante nutrição do processo, por sua vez, resultam em uma estrutura forte.” – Renato Bernhoeft